Artigos // Lista de publicações

Autor: Diogo Matheus

  • Top 10 – Livros para programadores

    Recentemente um amigo e antigo companheiro de trabalho me solicitou uma lista com livros que acredito ser essencial para formação de um bom programador, não no sentido de uma linguagem específica, mas no pensamento e preocupações que este deve ter. Esse artigo será o primeiro de uma série, que terá foco na indicação de livros para profissionais em busca de boas referências.

    Particurlarmente acredito que um bom programador gera soluções computacionais legíveis que sejam reutilizáveis sempre que possível. Em caso de problema indefinido, leia-se mal especificado, este deve ter condições de reenquadrar o problema para ter certeza que sua solução está resolvendo de fato uma necessidade relevante. Pode-se perceber que não se trata de decorar recursos de uma linguagem, mas, entender o contexto do problema, solucionar e pensar no futuro levando em conta manutenção e evolução do código criado.…

    , arquivado em Resenha.
    Comentário(s) 1
  • Mestrado – Engenharia de Software

    Conforme comentei no artigo Mudanças – Do gargalo ao benefício, tive um 2015 voltado aos estudos, onde optei por investir naquilo que realmente gosto, projetos de software, visando diminuir o ritmo de produção e refletir mais sobre os métodos que vinha usando, desde então, estudei temas do meu interesse, criando aplicações com novas tecnologias e obtendo certificações pelo caminho.

    Nos últimos meses de 2015, após resolver encerrar o ciclo de certificações, me inscrevi no processo de seleção do mestrado no PESC, Programa de Engenharia de Sistemas e Computação, oferecido pela COPPE/UFRJ, no final de dezembro após algumas etapas tive a felicidade de ser aprovado no processo e irei compartilhar com vocês um pouco dessa experiência.

    O que me fez optar pelo mestrado?

    Minha admiração pelos programas de pós-graduação Scricto sensu não é algo recente, desde os tempos de faculdade onde de fato comecei a ter contato com professores e profissionais qualificados, tentei descobrir como este funcionava e o que era preciso para entrar nesses programas.…

    , arquivado em Engenharia de Software.
    Comentário(s) 1
  • O poder dos inquietos

    O poder dos inquietos do autor Chris Guillebeau visa apresentar seus conceitos e estratégias para viver diferente da multidão, viajando pelo mundo e trabalhando de acordo com as necessidades para conquistar seus sonhos. Chris é empresário, escritor, já viajou para quase todos os países do mundo e trabalhou como voluntário na África Ocidental. Nesta obra o autor demonstra sua visão de mundo e possibilidades que a maioria ignora seguindo a multidão.…

    , arquivado em Resenha.
    Comentário(s) 0
  • Impacto da liderança sobre profissionais em formação

    Todo ambiente corporativo é composto por uma variedade de profissionais, sendo quase regra existir profissionais em formação nessa composição, principalmente pelo baixo custo que este representa, mas nem sempre estes profissionais são envolvidos visando evolução profissional, sendo obrigatório ser independente. Em determinados cenários estes profissionais são cobrados da mesma forma que os colaboradores experientes, o que gera problemas como desmotivação e frustração, podendo chegar ao ponto do profissional em formação achar que não tem vocação.

    Profissionais em formação

    Os profissionais em formação não necessariamente são recém graduados, afinal toda mudança exige adaptação e para se adaptar é preciso estudar novos métodos e o ambiente inserido. Todo período de adaptação está sujeito à experiências que podem influenciar o futuro do profissional, positivas e negativas, que tem origem nos profissionais de liderança, mas sem tirar o fardo de comprometimento do próprio colaborador, que é responsável pelo seu objetivo de carreira.…

    , arquivado em Gerenciamento de Projetos.
    Comentário(s) 0
  • Mudanças – Do gargalo ao benefício

    Nada mais justo do que o último artigo do ano ser sobre mudanças, afinal quem nunca planejou uma grande mudança na virada do ano? O fato é: o que você fez sobre este planejamento? O quanto você se empenhou e até mesmo sacrificou para colocar em prática seus projetos? Seja visando estudo, mudar de área no trabalho e até mesmo estilo de vida.

    Mudança é tudo aquilo que transforma, para melhor ou pior, que muda nosso comportamento sobre determinado cenário com base em alguma causa ou em busca de algum ideal.

    Qual é o objetivo da mudança?

    Não existe uma receita, cada mudança terá um objetivo e o importante é que este seja identificado, planejado e acompanhado até chegar ao resultado esperado ou não ser mais necessário, mudar por insatisfação sem planejar pode gerar resultados negativos, mude sempre visando o benefício.

    O importante é isso: estar pronto para, a qualquer momento, sacrificar o que somos pelo que poderíamos vir a ser. Charles Du Bois

    O planejamento de final de ano é importante, o que você espera para o ano seguinte? Quais são os principais feitos que você deseja realizar em curto, médio e longo prazo? Pegue uma folha de papel …

    , arquivado em Gerenciamento de Projetos.
    Comentário(s) 1