Artigos // Lista de publicações

Categoria: PHP

  • PHP do jeito certo

    Este artigo é um texto sobre a importância do projeto PHP the right way, que já foi traduzido em várias linguagens. Para os programadores mais jovens é um texto orientador que pode abrir diversos caminhos e antecipar muita coisa que está por vir na sua vida profissional, então não tenha vergonha de ler mais de uma vez, procurar materiais de apoio e até mesmo cursos baseados nesse conteúdo para entender melhor essas possibilidades, que cobre de padrões de codificação até virtualização, cache e automação.

    A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original. Albert Einstein

    Antes de falar sobre este guia e seu conteúdo, quero parabenizar os estudantes da linguagem PHP, que apesar de sua fama e muitas vezes desvalorização, conseguem visualizar seu valor e agilidade, uma dica que posso passar é sejam inconformados, enquanto estiver desenvolvendo um projeto, busque alternativas e melhores práticas para os próximos. Todas as dicas presente no PHP the right way são aplicáveis em outras linguagens, recomendo fortemente o estudo de mais de uma linguagem em paralelo aos iniciantes no PHP, de preferência uma fortemente tipada, seja curioso mas tenha foco na produtividade, pois não adianta conhecer 10 frameworks, …

    , arquivado em PHP.
    Comentário(s) 0
  • Configurando charset de uma aplicação PHP

    Imagine que você está desenvolvendo uma aplicação para internet em seu ambiente local, chegou o dia de colocar o sistema em produção, um servidor compartilhado, hospedagem. Além de verificar se está tudo de acordo com as funcionalidades, uma das preocupações neste cenário é analisar se o charset está devidamente configurado na aplicação e banco de dados.

    O que é charset?

    Charset, Character Set, é o conjunto de caracteres que são utilizados para criação de documentos, bancos de dados, sites, etc. Cada charset possui uma lista de caracteres disponíveis, sendo estes representados por uma posição de referência.…

    , arquivado em PHP, XHTML & CSS.
    Comentário(s) 0
  • Requisições síncronas e assíncronas

    No ambiente cliente-servidor, nossas aplicações trabalham através de requisições e respostas, onde o cliente (Ex: Navegador) envia uma requisição e o servidor, local onde está nossa aplicação, retorna uma resposta, nesse processo existem diversas etapas, mas o objetivo deste artigo não é abordar cada estado de uma requisição, nesse momento vamos entender como funciona uma requisição utilizando comunicação síncrona e assíncrona.

    Tipos de requisição

    Síncrona

    Quando uma requisição é enviada, o processo remetente é bloqueado até que ocorra uma resposta, ou seja, não é possível enviar novas requisições até que nossa requisição atual seja finalizada, existe sincronismo entre as requisições.

    Assíncrona

    Em uma requisição assíncrona, não existe sincronismo entre as requisições, sendo assim, podemos enviar diversas requisições em paralelo, onde cada resposta retorna quando estiver pronta.…

    , arquivado em jQuery, PHP.
    Comentário(s) 13
  • Standard PHP Library (SPL)

    Standard PHP Library (SPL) é uma coleção de interfaces, classes e funções, que oferecem soluções para alguns problemas comuns, além disso, permite que os desenvolvedores trabalhem de maneira padronizada, aproveitando funcionalidades internas da linguagem, por exemplo, criar objetos que são capazes de trabalhar como um array ou ser percorrido através do construtor foreach().

    Neste artigo vamos conhecer alguns recursos oferecidos pela SPL, mas o objetivo principal será apresentar os tipos de recursos e possibilidades que estes oferecem, apontando locais para aprofundar o conhecimento sobre o que está sendo abordado.…

    , arquivado em PHP.
    Comentário(s) 4
  • Trabalhando com JSON no PHP

    JSON, JavaScript Object Notation, é um formato para transferência de dados, um subconjunto da notação de objeto de JavaScript, mas seu uso não requer JavaScript exclusivamente, podendo ser utilizado para comunicação entre aplicações por exemplo.

    Se você acompanhou o artigo sobre Serialização de dados no PHP não terá dificuldades para entender como funciona o processo de codificação e decodificação, afinal o que fazemos é serializar informações/dados, mas diferente da serialização apresentada anteriormente, podemos manipular informações codificadas/serializadas em formato JSON no lado do cliente utilizando JavaScript, caso seja necessário.

    O formato JSON tem como fator chave de seu uso difundido sua simplicidade, sendo uma ótima alternativa ao XML. Empresas como Google e Yahoo adotaram o formato JSON para ambientes de grande troca de informação, cliente/servidor, evitando processamentos desnecessários, optando pela simplicidade do formato JSON para servir milhões de usuários.…

    , arquivado em PHP.
    Comentário(s) 2