Scrum e certificações ágeis

Manifesto ágil

Na área de gerenciamento de projetos, principalmente de tecnologia da informação, os métodos tradicionais de gestão estão perdendo espaço para metodologias ágeis, que abrange Scrum, XP e outros métodos. Embora cada projeto tenha características próprias, aqueles considerados de pequeno e médio porte estão sendo gerenciado de forma mais dinâmica, respondendo as necessidades do cliente e as mudanças de negócio para gerar produtos de valor.

Pesquisas realizadas pela Standash Group sobre projetos gerenciados através de metodologias tradicionais, onde se planeja todo projeto antes de sua construção, apontaram que apenas 20% dos softwares eram realmente úteis, além de alto índice de fracasso, devido ao custo, prazo, etc.

O desenvolvimento ágil surge como uma alternativa ao modelo tradicional em cascata, sendo um conjunto de métodos e práticas para o desenvolvimento de software que oferece maior foco nas pessoas do que nos processos. Neste movimento destaca-se o framework Scrum, o método ágil mais adotado pelo mercado, que visa reduzir o formalismo e aumentar as interações entre os membros da equipe, demonstrando software funcional em curtos períodos, conhecidos como iterações, o que possibilita ser mais responsivo as mudanças.

Framework Scrum

O framework Scrum foi primeiramente implantado por Jeff Sutherland e sua equipe em 1993, sendo formalizado em 1995 por Ken Schwaber, hoje é considerado um framework de processo para gerenciamento ágil de projeto, que funciona através de valores, princípios e práticas para entrega de produtos ou serviços de valor, ideal para ambientes complexos e desafiadores.

Ciclo de vida do Scrum
Ciclo de vida do Scrum

Scrum serve como guia para o gerenciamento de projetos, contando com papéis, cerimônias e artefatos, tendo seu principal foco na equipe, que trabalha para desenvolver software através de um processo iterativo e incremental. Trata-se de uma abordagem empírica, aceitando que o problema não pode ser totalmente compreendido ou definido como um todo no início de cada projeto, respondendo aos desafios de forma ágil, o framework Scrum é considerado por muitos como fácil de se entender e difícil de implantar.

Os métodos ágeis serão abordados em futuros artigos.

Certificações ágeis do mercado

No momento não existe uma certificação central, possibilitando diversas frentes, dentre elas, as que mais se destacam são as certificações da Scrum Alliance, Scrum.org e PMI.

Organização Certificação
Scrum Alliance * O principal exame da Scrum Alliance é conhecido como CSM, Certified Scrum Master, sendo o mais conhecido e aceito no mercado, seu foco está no treinamento obrigatório exigido do candidato, já seu exame não é visto pela maioria como um desafio para comprovação de conhecimento.
Scrum.org * Na Scrum.org o exame oferecido é conhecido como PSM I, Professional Scrum Master, tendo como ponto forte seu alto nível de exigência, 85% de acerto, além de ser financeiramente mais acessível.
PMI O PMI criou o exame PMI-ACP, Agile Certified Practitioner, que tem foco nas práticas ágeis como um todo, sendo considerada uma certificação de nível avançado, exigindo inclusive comprovação de experiência no uso de métodos ágeis.
EXIN Na EXIN recentemente foi criado o exame ASF, Agile Scrum Foundation, que apesar de maior ênfase no Scrum, também cobre todo cenário ágil, sendo uma alternativa mais acessível para comprovação dos conhecimentos.
SCRUMstudy * Embora menos conhecida que as demais a SCRUMstudy além de certificações pagas, oferece um exame gratuito conhecido como Scrum Fundamentals, que pode ser interessante para aqueles que estão iniciando no framework.

* Organizações que oferecem outros tipos de certificações, principalmente focadas no Scrum, como Product Owner, etc.

Materiais de estudo

Para estar preparado no exame é preciso escolher uma das certificações apresentadas, adaptando seu material de acordo com conteúdo exigido.

  • Scrum Guide – Scrumguides.org
  • Scrum e XP direto das trincheiras – infoQ
  • Scrum 360 Guia completo e prático de agilidade – Casa do Código
  • Scrum Guia prático para projetos ágeis – Cesar Brod
  • Scrum a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo – Jeff Sutherland
  • Fundamentos do Scrum – TI.exames [PSM I]
  • Scrum e Agile em projetos – Fábio Cruz [ASF – EXIN]
  • Gerenciamento ágil de projetos – Vitor L. Massari [PMI-ACP]
  • SBOK Guide – SCRUMstudy [Scrum Fundamentals]

Conclusão

Embora as certificações ágeis não tenham uma organização centralizada como referência no mercado, as empresas são flexíveis na maioria das vagas de acordo com seu propósito, aceitando mais de um certificado como comprovação de conhecimento, o que de certa forma é bom para os profissionais, que podem optar pela organização baseado na sua proposta e custo-benefício.

Particularmente optei em primeiro momento pela certificação PSM I da Scrum.org, pelo seu foco no Scrum, papel de Scrum Master e alto nível de exigência devido sua porcentagem de 85% de acerto para obter o certificado, sendo um ótimo incentivo aos estudos, em seguida optei por me certificar como ASF da EXIN, que aborda os métodos ágeis como um todo, mas que está iniciando, achei que muitas questões poderiam ser melhor formulada.

Futuramente desejo realizar o exame ACP da PMI, mas devido ao seu alto valor e dólar elevado, optei por fazer no próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.. Campos obrigatórios são marcados com *