Gerenciamento da visão em equipes ágeis

No mundo corporativo é comum encontrar equipes de desenvolvimento de software que executam diversos tipos de trabalhos, sejam estes, melhorias, projetos ou reparos, em curtos prazos de entrega, onde poucos possuem o privilégio de refletir sobre as tarefas que realizam, isso muitas vezes pode gerar problemas na qualidade do projeto e insatisfação por parte dos colaboradores, pelo fato de não associarem importância sobre as atividades desempenhadas.

Principalmente nesse contexto se faz necessário uma visão definida e compartilhada entre os colaboradores, servindo como base de entendimento, em busca de um objetivo global.

Gerenciamento da visão

A visão no contexto de gerenciamento de projetos tem como foco a definição da meta que deverá ser alcançada, influenciando no comportamento dos envolvidos que serão responsáveis por torná-la real.

Visão é a arte de ver coisas invisíveis.
Jonathan Swift

Visão de Projeto

Segundo AMARAL [et al.] (2011), a visão do projeto tem o intuito de apresentar às equipes quais são as implicações das várias alternativas do projeto. Isso faz que a equipe tome conhecimento do escopo total do projeto de maneira a colocá-la em uma perspectiva de negócio. Com isso, existe a intenção de que todos entendam a complexidade e o valor de se conduzir o projeto ao sucesso. A visão serve também para ajudar as equipes a se preparar para as inevitáveis mudanças de curso que ocorrerão durante a execução do projeto.

Visão do Produto

Para BENASSI e AMARAL (2008), a visão do produto consiste em uma descrição de alto nível, sucinta e preferencialmente na forma gráfica do(s) produto(s) final do projeto. Antecipando o produto que ainda não existe e será entregue ao seu término. A descrição pode conter dimensões como forma, função, possíveis estados, módulos e a interface entre eles, requisitos e metas. Deve também, necessariamente, ter as seguintes propriedades: ser desafiadora, explicar as soluções de compromisso e divergências (por meio do uso de metáforas, analogia e conceito integrador) e proporcionar motivação para a equipe.

O papel da visão do produto

A importância da visão para produtos inovadores foi identificada há certo tempo e consta em textos desde a década de 1990, na literatura de Gerenciamento e Desenvolvimento de Produtos (GDP). As evidências indicam que, onde existe uma visão do produto robusta, o processo de desenvolvimento de produto normalmente é mais acelerado.

Quando os projetos envolvem níveis mais elevados de inovação, o desafio de construir uma visão do resultado final, compartilhada com a equipe, é mais importante que descrever detalhadamente as atividades que precisam ser executadas. É por meio da visão que os membros da equipe poderão caminhar em uma direção e manter a flexibilidade necessária para adaptar as tarefas de desenvolvimento.

AMARAL [et al.] (2011), apresenta em sua obra um conjunto de critérios para analisar uma visão de produto adequada.

  1. Representar o produto em suas dimensões
  2. Tornar o produto visível por meio de suas funções
  3. Permitir descrição de partes e interfaces, facilitando coordenação do trabalho
  4. Facilitar compreensão do produto para todos os envolvidos
  5. Possibilitar a rápida e fácil visualização das partes principais do produto
  6. Permitir a utilização de linguagem comum a todos os usuários

Protótipo de Produto

Na engenharia de software, protótipo é um modelo sem funcionalidades inteligentes, podendo conter apenas funcionalidades gráficas, sendo este utilizado para fins de ilustração. Projetos de alta complexidade ou inovadores, costumam adotar o desenvolvimento de protótipos, para contornar as dificuldades encontradas na definição de uma visão de produto detalhada, facilitando o entendimento de todos os envolvidos, cliente, patrocinador, equipe de construção, etc.

Os protótipos são desenvolvidos na fase de planejamento, mas precisam acompanhar toda fase de execução do projeto, sendo atualizado de acordo com as possíveis mudanças, evitando ruídos entre escopo e visão do produto.

Diferença entre escopo e visão

O escopo define todo esforço envolvido para que um determinado projeto seja concluído, sendo essa definição realizada através da análise detalhada dos requisitos do cliente.

A visão tem como foco esclarecer o propósito do empreendimento aos envolvidos, identificando os desafios, definindo um objetivo global e detalhando qual resultado será alcançado no término.

Perguntas eliminadas pelo gerenciamento da visão

  • Qual objetivo do projeto?
  • Qual valor será agregado com este projeto?
  • Quais são os requisitos críticos para o sucesso do projeto?
  • Qual o prazo do projeto?

Benefícios do gerenciamento da visão

  • Maior participação dos envolvidos
  • Ambiente colaborativo
  • Objetivo global

Conclusão

O gerenciamento da visão é essencial para equipes ágeis e multifuncionais, sendo muitas vezes simples de ser implantada e seus resultados fazem diferença no final do projeto. Uma equipe sem visão pode se perder na fase de execução, gerando ociosidade e retrabalho por falta de alinhamento dos objetivos, resultando em atraso no cronograma, desmotivação dos envolvidos, etc.

Referência(s)

AMARAL, Daniel Capaldo [et al.]. Gerenciamento ágil de projetos. São Paulo: Saraiva, 2011.

BENASSI, J. L. G.; AMARAL, D. C. Avaliação de métodos de apoio à criação da visão do produto no enfoque ágil de gestão de projetos, In: enegep – Encontro nacional de engenharia de produção. Rio de Janeiro, 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.. Campos obrigatórios são marcados com *