Introdução ao PHP

PHP é o acrônimo para Hypertext Preprocessor, uma linguagem de scripting, código interpretado e não compilado, isto quer dizer que, ao invés de compilar o código e depois executar como um programa, o código PHP sempre será interpretado pelo servidor no momento da execução.

Para que serve?

A função principal do PHP é possibilitar o desenvolvimento de conteúdos web dinâmicos, ou seja, para criar páginas dinâmicas, de modo simples e rápido.

O que é uma página dinâmica?

Uma página é dinâmica quando se inclui qualquer efeito especial ou funcionalidade, para isso é necessário utilizar outras linguagens de programação, à parte do simples HTML, como PHP, para gerar conteúdos dinâmicos, interações com bases de dados, etc.

Sintaxe

O interpretador identifica um código PHP pelas seguintes tags:

Standard Tags

<?php
// Comandos
?>

Script Tags

<script language="php">
// Comandos
</script>

Short Tags

<?
// Comandos
?>

ASP Tags

<%
// Comandos
%>

O tipo de tag mais utilizado é o Standard Tags, o tipo Short Tags consiste em uma “abreviação” do primeiro. Para utilizá-lo, é necessário habilitar a opção short-tags na configuração do PHP.

Extensão de arquivos

  • .php Arquivo PHP contendo um script, esta extensão é a mais comum.
  • .phtml Arquivo PHP contendo um script PHP e HTML no mesmo arquivo.
  • .class.php Arquivo PHP contendo uma classe.

Entretanto, podemos encontrar outras extensões principalmente em aplicações mais antigas:

  • .php3 Arquivo PHP contendo um script PHP versão 3.
  • .php4 Arquivo PHP contendo um script PHP versão 4.

Comandos de saída (output)

Estes são os comandos utilizados para gerar uma saída no navegador ou console.

echo – Este comando imprime uma ou mais strings.

<?php
echo 'Hello World';
// Resultado: Hello World
?>

print – Diferente do comando echo que não retorna nenhum valor, print sempre retorna o valor 1.

<?php
$result = print('Hello World');
// Resultado: Hello World
echo $result;
// Resultado: 1
?>

Confira também os outros tipos de print, printf, sprintf, vprintf, fscanf, sscanf.

var_dump – Imprime o conteúdo de uma variável de forma explanativa, comum para se realizar debug, caso o parâmetro seja um objeto, ele imprimirá todos seus atributos, se for um array de várias dimensões, imprimirá todas elas, com seus respectivos conteúdos e tipos de dados.

<?php
$cores = array('azul', 'verde', 'amarelo');
var_dump($cores);
?>

Resultado:

array
  0 => string 'azul' (length=4)
  1 => string 'verde' (length=5)
  2 => string 'amarelo' (length=7)

print_r – Assim como var_dump, imprime uma variável de forma explanativa, mas em um formato mais legível.

<?php
$cores = array('azul', 'verde', 'amarelo');
print_r($cores);
?>

Resultado:

Array ( [0] => azul [1] => verde [2] => amarelo )

Separador de instruções

Para separar as instruções no PHP utilizamos ponto e vírgula, assim como na linguagem C, Perl e outras, isso possibilita realizar várias instruções em apenas uma linha, embora isso não seja recomendado pois dificulta o entendimento do script.

Variáveis

Variáveis são containers temporários de dados, que ficam alocados na memória, no PHP uma variável pode conter diversos tipos de dados, strings, inteiros, números ponto flutuante, objetos, etc. PHP é uma linguagem de tipagem fraca, significa que o PHP fica encarregado de alterar o tipo da variável quando for necessário, dependendo da operação que for realizada no valor da variável, o que torna a tipagem dinâminca, sem necessidade de informar um tipo fixo, diferente de linguagens como C e Java que possuem tipagem forte, ou seja, uma vez que você defina o tipo de uma variável em sua declaração, ela só poderá conter esse tipo de valor.

As variáveis no PHP são identificadas pelo simbolo do dólar($), seguido por um nome identificador.

$var = 'texto';
echo $var;
// Resultado: texto

Para saber mais confira o artigo Variáveis e Constantes no PHP.

Comentários

Há dois tipos de comentários em código PHP:

1. Comentários de uma linha

Marca como comentário até o final da linha. Pode ser delimitado pelo caracter “#” ou por duas barras ( // ).

<?php
#comentário 1
// comentário 2
?>

2. Comentários de mais de uma linha

Tem como delimitadores os caracteres “/*” para o início do bloco de comentário e “*/” para o final do comentário. Se o delimitador de final de código PHP, ex: ( ?> ), estiver dentro de um comentário, não será reconhecido pelo interpretador.

<?php
/* Comentário
   com mais de uma linha */
?>

Hello World

Agora vamos criar um exemplo simples, demonstrando alguns recursos que vimos acima.

<?php
// Declara uma variável com valor 'Hello'
$a = 'Hello';
// É recomendado usar {} em uma variável dentro de uma string
echo "{$a} world";
?>

ou simplesmente, como costumamos encontrar em outros artigos:

<?php
echo 'Hello world'; // Poderia ser: print('Hello world');
?>

Resultado:
Hello world

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.. Campos obrigatórios são marcados com *