Fora de série – Outliers

Fora de série do autor Malcolm Gladwell apresenta uma visão alternativa sobre o que faz determinadas pessoas alcançarem o sucesso e outras não, utilizando diversos estudos e casos de sucesso o autor apresenta detalhes que geralmente não são conhecidos pela grande maioria, alguns dos exemplos citados são Bill Gates, os Beatles, Joe Flom, etc.

Outliers - Fora de Série
Outliers – Fora de Série

 Sumário resumido

  1. Introdução – O mistério de Roseto
  2. O “efeito Mateus”
  3. A regra das 10 mil horas
  4. O problema com os gênios – Parte 1
  5. O problema com os gênios – Parte 2
  6. As três lições de Joe Flom
  7. Harlan, Kentucky
  8. A teoria étnica dos acidentes de avião
  9. Arrozais e testes de matemática
  10. A barganha de Marita
  11. Epílogo – Uma história jamaicana

No inicio do livro traduzido existe uma nota do editor que tenta explicar o desafio de traduzir o nome do livro, Outliers, pois o mesmo não tem uma tradução exata, logo baseado no significado original em inglês o mais próximo que se pode chegar foi Fora de Série, passando a ideia de que é algo fora do comum, já o significado original é de algo classificado diferentemente do corpo principal, algo que baseado em estatística é diferenciado dos demais.

Capítulo – O “efeito mateus”

“Porque a todo aquele que tem será dado e terá em abundância; Mas, daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado.” – Mateus 25:29

Nessa parte do livro são apresentados estudos e teorias visando mostrar que não apenas as habilidades de um indivíduo irão leva-lo ao sucesso, mas também as oportunidades que lhe são oferecidas. O grande exemplo desse capítulo são jogadores de hóquei no Canadá, que assim como os jogadores de futebol no Brasil, são filtrados por idade, sendo que não faz diferença se o jogador nasceu em janeiro ou em dezembro, se chegar à data limite do filtro esses jogadores são avaliados como iguais, gerando um problema nas categorias de base, jogadores na mesma faixa de idade, mas alguns com valiosos meses de vantagem, normalmente esses, com maior desenvolvimento físico, são chamados para equipes de elite e recebem treinamento de elite, já os que nasceram no final dessa faixa são julgados precocemente como inferiores, treinam em times amadores e não recebem os mesmos treinamentos, fazendo com que os jogadores nascidos nos primeiros meses tenham maior destaque, chegando às equipes profissionais.

Capítulo – A Regra das 10 mil horas

“Em Hamburgo tínhamos que tocar durante oito horas.”

Capítulo muito interessante, que mostra através de pesquisas que a prática é mais importante para o sucesso do que apenas o estudo, isso não quer dizer que você deve deixar de estudar e sair fazendo tudo sem base de conhecimento, mas sim visar praticar os conhecimentos que possui, o principal exemplo deste capítulo são os Beatles, que no início de sua formação aceitaram tocar todos os dias durante horas nas boates de Amsterdã. Também são citadas as valiosas horas de programação de Bill Gates, como ele teve acesso a essas horas, que antigamente eram pagas e etc. Bill Gates fazia software para empresas e recebia horas de programação em troca, fugia de casa durante a madrugada para trabalhar nos computadores com acesso e burlava o sistema de horas para passar mais tempo desenvolvendo seus softwares.

Capítulo – O Problema com os Gênios

“Saber o QI de um rapaz pouco importa quando se está diante de uma grande quantidade de rapazes inteligentes”

Nesse capítulo conhecemos Christopher Langan, que possui 195 de QI, superando Einsten, que tinha 150, normalmente as pessoas possuem uma média de QI igual a 100, Christopher é uma celebridade americana, já participou de programas de TV nos quais era questionado sobre os mais variados temas, nessa parte do livro também é apresentada uma série de estudos realizados com jovens brilhantes, onde eram acompanhados os resultados desses jovens, até se tornarem adultos, esses jovens foram selecionados pelo QI durante a infância, no final dessa experiência, foi constatado que diversos jovens, precocemente considerados gênios não chegam ao sucesso.

Conclusão

Leitura informativa que mostra algumas histórias de sucesso vistas por uma perspectiva diferente, deixando claro que ninguém nasce destinado ao sucesso, inclusive é apresentado que a partir de um determinado QI, não faz diferença para se chegar ao sucesso, a partir desse QI outras características começam a ficar mais evidentes, além das oportunidades que lhe são oferecidas.

  • Thiago Matheus

    29/04/2013 às 15:36

    Depois me empreste!

  • laercio

    23/08/2013 às 11:52

    Eu tenho acompanhado o teu blog e acho muito interessante.
    Obrigado por compartilhar essa ideia.

  • Diogo Matheus

    09/09/2014 às 21:40

    Obrigado pelo comentário, ainda esse ano tentarei modificar o site/blog visando melhorias, espero que goste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.. Campos obrigatórios são marcados com *