Artigos // Lista de publicações

Tag: assíncrono

  • Introdução ao Node.js

    Node.js é um interpretador de código JavaScript, criado por Ryan Dahl em 2009, com base no V8 JavaScript Engine do Google. Um dos principais diferenciais do Node.js é sua arquitetura baseada em eventos, desenvolvida para trabalhar com tarefas assíncronas de forma não obstrutiva (i.e., para que nenhuma tarefa interrompa uma aplicação) . Este diferencial melhora o rendimento e a escalabilidade de aplicações com operações de I/O, tempo real, etc.

    Este artigo tem como objetivo apresentar os principais benefícios do Node.js, bem como abordar boas práticas e pacotes utilizados para o desenvolvimento de aplicações.

    Principais benefícios

    Quando desenvolvemos com Node.js utilizamos uma abordagem orientada a eventos, o que exige identificar/mapear/generalizar quais eventos podem ocorrer, bem como disponibilizar uma interface para ouvi-los, possibilitando executar operações específicas.

    Estar melhor preparado para trabalhar com interações de tempo real entre cliente e servidor é um diferencial interessante do Node.js. Neste ponto, destacam-se os pacotes SockJS, Socket.IO e Engine.IO. Estes pacotes são compatíveis com o protocolo WebSockets e permitem trafegar dados por meio de uma conexão bi-direcional, tratando as mensagens via eventos no JavaScript.

    Por ser uma linguagem single-threaded, o JavaScript acaba tendo benefícios (e.g., ausência de deadlocks), mas também existem limitações quando executamos blocos de …

    , arquivado em JavaScript.
    Comentário(s) 1
  • Requisições síncronas e assíncronas

    No ambiente cliente-servidor, nossas aplicações trabalham através de requisições e respostas, onde o cliente (Ex: Navegador) envia uma requisição e o servidor, local onde está nossa aplicação, retorna uma resposta, nesse processo existem diversas etapas, mas o objetivo deste artigo não é abordar cada estado de uma requisição, nesse momento vamos entender como funciona uma requisição utilizando comunicação síncrona e assíncrona.

    Tipos de requisição

    Síncrona

    Quando uma requisição é enviada, o processo remetente é bloqueado até que ocorra uma resposta, ou seja, não é possível enviar novas requisições até que nossa requisição atual seja finalizada, existe sincronismo entre as requisições.

    Assíncrona

    Em uma requisição assíncrona, não existe sincronismo entre as requisições, sendo assim, podemos enviar diversas requisições em paralelo, onde cada resposta retorna quando estiver pronta.…

    , arquivado em jQuery, PHP.
    Comentário(s) 15