Artigos // Lista de publicações

Tag: Introdução

  • Introdução ao jQuery

    jQuery é uma biblioteca JavaScript criada por John Resig, de código aberto, liberada sob a licença GPL (General Public Licence), o que significa que você pode usar a biblioteca gratuitamente tanto em desenvolvimento de projetos pessoais como comerciais.

    Segundo John Resig, “O foco principal da biblioteca jQuery é a simplicidade. Por que submeter os desenvolvedores ao martírio de escrever longos e complexos códigos para criar simples efeitos?”.

    Simplicidade é o objetivo do desenvolvimento com jQuery. Muitas linhas de programação JavaScript para obter um simples efeito sobre determinado objeto são substituídas por algumas, escritas com jQuery.…

    , arquivado em jQuery.
    Comentário(s) 3
  • Introdução ao Zend Framework

    Framework de desenvolvimento é uma base de onde se pode desenvolver algo maior ou mais específico. É uma coleção de códigos-fontes, classes, funções, técnicas e metodologias que facilitam o desenvolvimento de nossos softwares.

    A decisão por usar um framework de desenvolvimento reside na necessidade de estruturar os projetos de software, devido à grande complexidade que os mesmos alcançaram. Um projeto estruturado reduz custos, aumenta a qualidade e reduz o tempo de desenvolvimento do mesmo.

    Características básicas de um framework

    • Reutilizável
    • Extensível
    • Seguro
    • Eficiente
    , arquivado em Zend Framework.
    Comentário(s) 1
  • Introdução ao PHP

    PHP é o acrônimo para Hypertext Preprocessor, uma linguagem de scripting, código interpretado e não compilado, isto quer dizer que, ao invés de compilar o código e depois executar como um programa, o código PHP sempre será interpretado pelo servidor no momento da execução.

    Para que serve?

    A função principal do PHP é possibilitar o desenvolvimento de conteúdos web dinâmicos, ou seja, para criar páginas dinâmicas, de modo simples e rápido.

    O que é uma página dinâmica?

    Uma página é dinâmica quando se inclui qualquer efeito especial ou funcionalidade, para isso é necessário utilizar outras linguagens de programação, à parte do simples HTML, como PHP, para gerar conteúdos dinâmicos, interações com bases de dados, etc.…

    , arquivado em PHP.
    Comentário(s) 0